CPI avalia juros abusivos do cartão de crédito

cartao-de-credito.jpg

O Senado instalou no dia 17/04, uma CPI dos cartões de crédito. O objetivo é averiguar os juros abusivos cobrados pelas operadoras. As taxas são fora da realidade. Em 2016, batia na casa dos 494%, mesmo com a Selic em 8,5%. No ano passado, estava em 334% ao ano.

Na teoria, a taxa básica de juros da economia deve servir de parâmetro para os bancos e operadoras de cartões definirem a política de juros. Ou seja, se a Selic cai, os índices do cartão deveriam reduzir automaticamente. Mas, os bancos ignoram. A cobrança é tão alta que chega a ser um “crime contra os consumidores”.

A CPI deve preparar requerimento para ouvir representantes das empresas de cartão de crédito, do Banco Central, do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Economia), da Febraban e de Institutos de Defesa do Consumidor.

Sindicato dos Bancários de Petrópolis.