Proposta de 8% mais R$ 3.500 e aumento real de 1% em 2017

20161005-greve.jpg

No vale-alimentação reajuste seria de 15%, no vale-refeição e auxílio-creche babá 10%.
Comando Nacional dos Bancários pediu intervalo

A federação dos bancos (Fenaban) apresentou proposta de reajuste para 2016 de 8% mais abono de R$ 3.500. O abono seria pago até 10 dias após assinatura da CCT.

No vale-alimentação o reajuste seria de 15% e de 10% no vale-refeição e no auxílio creche-babá.

Licença-paternidade passaria para 20 dias. Sobre emprego, seria criado um centro de realocação e requalificação.

Para 2017, a proposta prevê reajuste de acordo com a inflação (INPC) mais 1% de aumento real para os salários e em todas as verbas.

A PLR seria reajustada pelos índices 8% em 2016 e inflação mais 1% de aumento real em 2017.

Sobre os dias parados, a Fenaban propõe a compensação de todos os dias, sem prazo limite.

Foi dado um intervalo e o Comando Nacional dos Bancários está reunido. Mais informações em breve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *