Bancários lançam vídeo sobre história e importância dos bancos públicos

VIDEO-DEF-BC-PUB.jpg

“Bancos públicos incluem pessoas, privados excluem”, diz presidente da Contraf-CUT. Para ele, Temer age por ideologia, não eficiência. “Bancos públicos corrigem falhas do capitalismo”

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) produziu vídeo explicando a origem e a história dos bancos dessas e sua no desenvolvimento econômico e social do país. O vídeo integra campanha em defesa do controle público dessas instituições, num momento em que o governo Temer pretende abrir o capital e dividir o controle da Caixa Econômica Federal, gesto considerado primeiro passo no processo de privatização.

“Os bancos públicos incluem pessoas, coisa que os bancos privados não fazem. Os bancos públicos distribuem crédito por setores da economia, por regiões do Brasil, coisa que os bancos privados não fazem. Privatizar esses bancos só tem uma explicação: é ideológica, pois os bancos públicos corrigem falhas do capitalismo”, diz o presidente da Contraf-CUT, Roberto von der Osten.

Em pouco mais de três minutos, o vídeo destaca a criação do Banco do Brasil, em 1808, da Caixa, em 1861, além dos bancos estaduais e regionais, e do BNDES, que foram importantes no processo de industrialização. Passa pela onda privatista dos governos Fernando Collor e Fernando Henrique Cardoso (1990-2002), pelo retorno ao protagonismo na sustentação da economia a partir de 2003 e depois da crise de dimensões globais após 2008.

Vídeo
VIDEO DEF BC PUB

CUT