Assembleias desta segunda-feira (31) definem a campanha

whatsapp-image-2020-08-31-at-12-10-56.jpeg

Comando Nacional [email protected] Bancá[email protected] orienta a aprovação da proposta

Nesta segunda-feira (31), sindicatos de bancá[email protected] de todo o país realizam assembleias para decidir sobre a proposta negociada pelo Comando Nacional da categoria com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). A proposta final foi negociada na madrugada de domingo (30) e garante reajuste salarial e abono em 2020, aumento real em 2021, além da manutenção dos direitos da Convenção Coletiva e dos acordos específicos dos bancos públicos. O Comando Nacional orienta a categoria a aprovar o acordo.

Inicialmente, a Fenaban propunha reajuste zero para a categoria. Depois de 15 rodadas de negociação, o Comando Nacional conseguiu arrancar para este ano um aumento de 1,5% para salários, com abono de R$ 2 mil. E ainda a reposição da inflação (estimada em 2,74% no período) para as demais verbas, como vales alimentação e refeição e auxílio-creche/babá. Caso a proposta seja aprovada nas assembleias desta segunda, o abono será pago até o final de setembro.

Para 2021, o acordo, caso aprovado, garante, para todos, a reposição do INPC acumulado no período (1º de setembro de 2020 a 31 de agosto de 2021) e aumento real de 0,5% para salários e demais verbas como vale-alimentação e vale-refeição, assim como para os valores fixos e tetos da PLR.

A proposta prevê ainda a manutenção de todas as cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho e dos acordos específicos de bancos públicos por dois anos, o que dará segurança para a categoria em meio a um cenário de retirada de direitos dos trabalhadores.

Fonte: Contraf-Cut

Gostou? Compartilhe agora: